Yo Vapeo

EL VAPEO NO MATA!! Mais de 2.000 pessoas se concentraram diante do Ministério da Saúde esta manhã em Madrid, reivindicando a demissão da ministra María Luisa Carcedo em reação à desastrosa campanha lançada pelo ministério no último dia 4, direcionada sobretudo ao público jovem, com o tema “El tabaco mata y te ata en todas sus formas“.

O porta-voz da Associação Espanhola de Usuários de Vaporizadores Pessoais (ANESVAP), Julio Ruades, leu um manifesto exigindo a retirada imediata da campanha e em seguida foi feito um minuto de silêncio em homenagem às “mortes que a campanha de desinformação promovida pelo ministério poderá causar”.

A campanha ministerial, contra todas as evidências científicas, alerta os consumidores de que o vaping seria uma porta de entrada para o tabagismo, além de equivocadamente incluir os cigarros eletrônicos como um produto derivado do tabaco.

” O vaping vem sendo vítima de uma demonização sistemática e sem precedentes de organizações ancoradas em políticas fracassadas de combate ao fumo “

foto: Dani Bau

A presidenta da ANESVAP, Ángeles Muntadas-Prim, enfatizou que “todos estamos de acordo que fumar ‘ata e mata’, mas definitivamente o vaping não. Ele é uma alternativa que vem dando certo para as pessoas abandonarem os cigarros e o ministério, com essa campanha, nega às pessoas uma das melhores possibilidades delas se livrarem do tabagismo”. E complementa: “Ninguém diz que os cigarros eletrônicos são inócuos, mas infinitamente menos daninhos que fumar.”

“O Ministério da Saúde, que deveria ser adepto à imparcialidade científica e desenvolver políticas para reduzir o número de fumantes, sucumbiu à manipulação de alguns setores retrógrados e se juntou à demonização do vaping: a solução mais eficaz para parar de fumar e a ferramenta que todos nós usamos para abandonar de vez o tabaco”



Imagens: Rafael Contreras De Molina