“Nova York se uniu a uma onda de proibição de vendas de produtos vape aromatizados que está se espalhando pelas cidades e estados dos EUA – com a ameaça de uma proibição nacional. Em 17 de setembro, o governador Andrew Cuomo anunciou que a proibição emergencial de sabores entrará em vigor em 4 de outubro (2019). Enquanto as vozes de pais brancos ricos preocupados com o uso dos jovens foram centradas no debate contra o vaping, as de ex-fumantes que agora vaporam – que vêm predominantemente de populações marginalizadas que usou sabores para parar de fumar – foram ignoradas. Para tentar corrigir esse equilíbrio, entrevistei vários vapers em Nova York que serão pessoalmente afetados pela proibição de sabores, juntamente com dois pequenos proprietários de lojas de vape.”

de Helen Redmond [ Filter Op-Docs ]
Jornalista e documentarista, Helen é editora sênior da Filter. Escreve sobre nicotina, saúde mental e políticas de drogas para publicações como Al Jazeera, AlterNet, Harper’s e The Influence. Como LCSW, trabalha com usuários de drogas em ambientes médicos e comunitários de saúde mental. Em 2016, organizou a primeira Conferência sobre Redução de Danos de Tabaco dos Estados Unidos.
Legendas: Norberto Takeyama / THR BRASIL